A MENTIRA QUE É O ECAD – Direitos autorais pra quem???

4 03 2011

Sinceramente eu fico embasbacado ao ler uma notícia como essa. É inácreditável como nesses casos o ser humano quer continuar a viver acorrentado: isso mesmo, A-C-O-R-R-E-N-T-A-D-O.

Digo isso pois o cara (ECAD – Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) que está lucrando com essa barbaridade de cobranças indevidas é o cara mais preso do mundo, é um babaca, um mercenário. Não faz o menor sentido cobrar por marchinhas que podem não ser oficialmente de domínio público mas que deveriam ser.

O ECAD é o tipo da instituição que deveria ser abolida, demolida, jogada as traças. Faz mal pro mundo e faz mal pra eles mesmos.

Tem gente nesse planeta que quer privatizar até a água, é tristeza demais, dá até dó. É aquela velha máxima de barão contra povo, elite contra pobres, polícia versus inocentes…. quando é que nós vamos erradicar esses idiotas???

CarlosCarlos Bola & Arte

O post a seguir foi extraído do seguinte endereço eletrônico: http://blogs.estadao.com.br

A FOLIA DO DIREITO AUTORAL

Por Tatiana de Mello Dias

O Cordão do Bola Preta, um dos maiores blocos do Rio de Janeiro, acabou de fechar um acordo de R$ 50 mil com o Ecad. O acordo é referente às músicas que foram tocadas até 2008. Pedro Ernesto, presidente do Bola Preta, critica a cobrança feita com base no público presente no bloco.

“Pela tabela do Ecad, o Bola Preta não teria condições de desfilar. Aliás, ninguém teria. Pelo público que agrega nos seus desfiles, o bloco teria que pagar ao Ecad cerca de R$ 8 milhões para sair às ruas”, disse ele à Agência Brasil.

Todos os carnavais o Ecad faz campanha para alertar os foliões de que as marchinhas “não estão em domínio público”.

Sim, para tocar “Cabeleira do Zezé” em um bloquinho de carnaval, por exemplo, é preciso pagar direitos autorais. O processo é o seguinte: antes de fazer a festa é preciso ir até o Ecad, passar uma lista das músicas tocadas e efetuar o pagamento.

A festa ainda pode contar com a presença de um fiscal do Ecad, que usa uma tecnologia de reconhecimento para aferir quais músicas estão sendo tocadas.

No ano passado, as dez músicas mais tocadas no carnaval foram:

1. Mamãe eu quero
2. Cabeleira do Zezé
3. Me dá um dinheiro aí
4. Marcha do remador
5. Teu cabelo não nega
6. Jardineira
7. Mulata Ye Ye Ye
8. Allah-la-o
9. Cidade maravilhosa
10. Saca-rolha

(com Agência Brasil)








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores