PROFESSORES REIVINDICAM CONTRA PRECARIEDADE DE ESCOLAS TÉCNICAS

3 06 2011

Nova vídeorreportagem de CarlosCarlos na TVT: professores fizeram uma manifestação no Vale do Anhangabaú, em prol de exigir mudanças na política do Governo do Estado São Paulo em relação as Escolas Técnicas (ETECS).

Pelo que disseram, a situação está muito precária. O pior é que o Governador Geraldo Alckmin usou a boa fama das ETECS em sua campanha, mas agora não está dando a devida atenção ao tema.

O professor está muito desvalorizado na sociedade e isso é um absurdo!!! Ou os governos dão a atenção necessária a quem trabalha com educação, ou a miséria de informação e senso crítico continuará reinando em nosso país!!! A atual presidente Dilma Roussef fala muito sobre a erradicação da miséria de fome no Brasil, algo que também é essencial e importantíssimo, mas que a educação também seja tratada como prioridade!!!

Assistam:

E vcs, o que acham da situação atual do sistema de ensino e da educação do Brasil???





A MODA DO REAÇA – Post de Marcelo Rubens Paiva

24 05 2011

Achei bem interessantes as reflexões colocadas pelo texto abaixo, de fato estão acontecendo várias ebulições iniciadas via web, essa rede que muitas vezes escancara o que as pessoas tem dentro delas, sem ao menos se darem conta. Antes era mais difícil “pegar no flagra” pensamentos fascistas como o de Boris Casoy, no fim de 2010, quando menosprezou e humilhou os garis, quando o seu microfone estava aberto no Jornal da Band. Nesse caso, a internet ajudou a difundir, mas antigamente, era uma vez no ar e pronto, não dava pra ver mais, hoje fica na rede a disposição (confira abaixo o vídeo do áudio vazado e da hipocrisia do pedido de desculpas do apresentador).

Falei desse episódio do Boris Casoy pois no post abaixo tem uma lista de recentes insanidades faladas por gente famosa, mas o post é muito mais abrangente, leiam e tirem as suas próprias conclusões (ler as opiniões do Ed Motta é deprimente, é se dar conta de como existem seres humanos arrogantes e pequenos espiritualmente, é de desacreditar).

CarlosCarlos  – Bola & Arte

Reproduzo post do escritor Marcelo Rubens Paiva, extraído do linque http://blogs.estadao.com.br/marcelo-rubens-paiva/a-moda-do-reaca/

Como comentou uma leitora, Natália, no post anterior:

Cara, acho tão engraçada essa mania das pessoas de falarem com orgulho que são “politicamente incorretas” quando dizem absurdos… o sujeito vem, fala um monte de merda e diz que faz isso porque é inteligente (é um livre pensador, não segue o pensamento burro e dirigido das massas, etc) e porque não liga de ser “politicamente incorreto” porque afinal esse é o certo, a sociedade de hoje que está deturpada.

Eu tinha pensado na mesma coisa.

O governador e o secretário municipal de segurança reconheceram que tanto a PM quanto a Guarda Municipal exageraram na repressão à MARCHA DA MACONHA, que virou MARCHA PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

Alckmin chegou a dizer que não compactua com a ação da PM na Marcha.

Mas muitos leitores e alguns blogueiros continuam achando que o certo mesmo era enfiar o cacete nos manifestantes.

PMs que tiraram a identificação, para baterem numa boa.

A onda agora é ser bem REAÇA.

Se é humorista, e uma piada ultrapassa o limite do bom gosto, diz ser adepto do ideal do politicamente incorreto.

Que babaca é fazer censura contra intolerância.

Pode zoar com judeu, gay, falar palavrão, é isso, que se foda, viva a liberdade!

Se alguém defende a Marcha da Maconha, faz apologia, é vagabundo.

Se defende a descriminalização do aborto, é contra a vida.

Se aplaude a iniciativa da aprovação da união homossexual, quer enviadar o Brasil todo, país que se orgulha de ser bem macho, bem família!

Se defende a punição de torturadores, é porque pactua com terroristas que só queriam implodir o estado de direito e instituir a ditadura do proletariado.

Deu, né?

Esta DiogoMainardização da imprensa e da pequena burguesia brasileira tem um nome na minha terra: má educação.

Esta recusa ao pensamento humanista que ressurgiu após a leva de ditaduras que caiu como um dominó a partir dos anos 80 tem outro nome: neofascismo.

É legal ser de direita?

Tá bacana desprezar os movimentos sociais, aplaudir a repressão a eles?

Eu não acho.

Apesar de considerar o termo “politicamente correto”, do começo dos anos 90, a coisa mais fora de moda que existe, diante do que vejo e leio, afirmo: eu, aleijado com tendências esquerdizantes, não era, mas agora sou TOTALMENTE politicamente correto.

+++

Foi uma semana marcada pelo protesto da gente diferenciada e gafes nas redes sociais, que têm 600 milhões de vigilantes no Facebook e 120 milhões no Twitter. Postaram:

Rafinha Bastos, no dia das mães: “Ae órfãos! Dia triste hoje, hein?”

Danilo Gentili, sobre os “velhos” de Higienópolis que temem uma estação de metrô: “A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz.”

Amanda Régis, torcedora do Flamengo, time eliminado da Copa do Brasil pelo Ceará: “Esses nordestinos pardos, bugres, índios acham que têm moral, cambada de feios. Não é à toa que não gosto desse tipo de raça.”

Ed Motta, ao chegar em Curitiba: “O Sul do Brasil como é bom, tem dignidade isso aqui. Sim porque ooo povo feio o brasileiro rs. Em avião dá vontade chorar rs. Mas chega no Sul ou SP gente bonita compondo o ambiance rs.”

Quando um leitor replicou que Motta não era “um arquétipo de beleza”, ele respondeu que estava “num plano superior”. “Eu tenho pena de ignorantes como vc… Brasileiros…”, escreveu. “A cultura que eu vivo é a CULTURA superior. Melhor que a maioria ya know?”

E na MTV, a Casa dos Autistas, quadro humorístico, chocou pelo mau gosto.

Todos pediram desculpas depois. Danilo, um dos maiores humoristas de stand-up que já vi, recebeu telefonema do departamento comercial da Band, pedindo para tirar o comentário. Ed Motta se revoltou contra a imprensa. Pergunta se temos o direito de reproduzir seus escritos particulares.

A internet trouxe a incrível rapidez na troca de informações e espaço para exposição de ideias. Alguns se lambuzam. Dizem que são contra as patrulhas do politicamente correto.

Mas como ficam as domésticas ofendidas, os órfãos recentes, aqueles que perderam parentes em Auschwitz, os nordestinos e os pais de autistas?

Tomara que, depois do pensamento grego, democracia, Renascença, a revolução industrial e tecnológica nos iluminem. O preconceito não é apenas sintoma de ignorância, mas lapsos de um narcisista. Ele nunca vai acabar?

***

Enquanto no Itaú Cultural, um símbolo de excelência em apoio às artes e alta tecnologia, em plena Avenida Paulista, uma mãe foi expulsa por amamentar o filho em público na exposição do Leonilson, artista que sofreu inúmeros preconceitos, morto vítima da Aids.

Ou melhor, viadão que morreu da peste gay, porque era promíscuo, diriam os reaças.

Os ânimos estão acirrados.


AGORA ASSISTAM AOS VÍDEOS DO EPISÓDIO DO BORIS CASOY HUMILHANDO OS GARIS:





MEU RELATO SOBRE A MARCHA DA MACONHA EM SP – 21/MAIO/2011

21 05 2011

Hoje eu fui cobrir pra TVT a MARCHA DA MACONHA, manifestação em prol de chamar a atenção para uma outra discussão em relação a política de drogas no Brasil (mais infos em http://marchadamaconha.org/).

Desde a noite de ontem, conforme foi informado aqui nesse blog, uma liminar proibiu a realização da Marcha, num claro sinal de repressão e da “ditadura democrática” que vivemos em nosso país. Sendo assim, a organização da Marcha mudou o caráter do Ato e ao invés de MARCHA DA MACONHA eles realizaram uma MARCHA PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

E assim, mesmo com a proibição, muitas pessoas se concentraram debaixo do vão livre do MASP, na Avenida Paulista em São Paulo, entoando cânticos, reivindicando, se manifestando. Os policiais estavam de olho e disseram que tudo o que fizesse alusão a maconha, como cartazes, figuras, gritos, fotos etc,etc seria reprimido. Os manifestantes, precavidos, colocaram fitas crepes em cima das figuras dos cartazes, da palavra “maconha” das camisetas, enfim, qualquer coisa que poderia lhes complicar.

E assim foram as ruas. Instantaneamente o clima começou a ficar realmente tenso e um manifestante foi preso. Ouvi dizer que foi porque este estava distribuindo jornais da MARCHA DA MACONHA. Preso por distribuir jornal???

Daí pra frente a coisa toda só foi piorando e a polícia utilizou de sua truculência habitual, soltando bombas de efeito moral e balas de borracha nos manifestantes. O bicho começou a pegar, o pau começou a comer.

Eu já participei de várias manifestações  e já tinha tido contato com as tais bombas, mas dessa vez foi complicado mesmo. No meio da confusão, me vi bem no meio de uma nuvem de fumaça (não de maconha, mas de gás de pimenta) que havia acabado de se soltar no ar e num golpe de buscar fôlego na correria, respirei fundo.. aí pronto: foram minutos de tontura, muitas lágrimas nos olhos, garganta seca e olhos que eram pura pimenta. Essa foi minha história mas todo mundo que estava ali passou por maus bocados.

O saldo disso?? Acredito que seja kilômetros e litros de ignorância despejados por um governo ultra-conservador do Estado de SP, que tem a sua polícia a disposição para reprimir com uma covarde violência o que eles dizem ser “contra a ordem, a moral e os bons costumes”. Parece mesmo que bons costumes pra eles é manter os pobres sempre segregados.

A violência foi extremamente covarde, pois em nenhum momento os manifestantes foram pra cima dos policiais, só o que fizeram foi protestar, gritar, falar, se expressar, mas parece que isso também é proibido aqui em SP. É triste. Estou até agora me recuperando disso tudo, mas ao mesmo tempo penso que É MOMENTO DE AVANÇAR!!! MOVIMENTOS SOCIAIS, UNI-VOS!!! ELES ESTÃO PERDENDO FORÇA E A BABILÔNIA AINDA VAI CAIR!!!

Recebi via twitter um vídeo da repressão policial, coincidentemente eu apareço em várias partes, eu estava vestido com uma camisa xadrez roxa e preta, com uma câmera na mão. Foram nesses momentos que o episódio da bomba aconteceu comigo.

Assistam, tirem suas próprias conclusões e pensem, reflitam, se isso é o que queremos pra nossa sociedade. Deixem suas opiniões aqui no blog que elas são a essência do nosso trabalho.

Segunda-feira vai pro ar a vídeorreportagem que eu gravei pra TVT, e claro, ela será disponibilizada aqui no VídeoBlog Bola & Arte. PAZ NA TERRA.





OS ARTISTAS DE RUA FORAM A RUA E LUTARAM POR SEUS DIREITOS

9 02 2011

Essa é a prefeitura de SP.. em vez de lutar pelos direitos da população que precisa, se preocupa em restringir direitos de liberdade de expressão e artística….. triste.

Mas os artistas de rua foram a rua (de onde eles nunca deveriam ter sido cerceados a ir) e protestaram!!! E parece que deu certo!!!!

Veja o vídeo (extraído do YouTube) e mais abaixo reproduzo artigo extraído do blog http://cinestesicos.wordpress.com/:

Artistas de Rua Protestam Contra Restrições da Prefeitura de SP

(Foto: Lucas Duarte de Souza/Divulgação | Publicado em 20/12/2010

Suzana Vier, Rede Brasil Atual

Cerca de 200 pessoas participaram de uma passeata pela liberdade de expressão dos artistas de rua na capital paulista. O protesto aconteceu na tarde de segunda-feira (20/janeiro/2011), na avenida Paulista, centro financeiro de São Paulo.

Os artistas caminharam pela avenida para denunciar restrições da Prefeitura à atuação de músicos, estátuas vivas, atores e atrizes, entre outras manifestações artísticas.

A ação conjunta da Polícia MIlitar com a Prefeitura de São Paulo, chamada de Operação Delegada, estaria impedindo desde outubro que os artistas realizem apresentações nas ruas da capital paulista e recebam doações do público.

A principal reclamação dos artistas é de que foram incluídos na legislação da Prefeitura que proíbe comércio ambulante e de que policiais militares vêm impedindo apresentações, inclusive com a apreensão de materiais como Cds e DVDs dos próprios artistas.

Em nota, há duas semanas, a Prefeitura informou à Rede Brasil Atual que os artistas têm liberdade para se apresentarem, mas não podem vender produtos, nem receber por suas apresentações.

Após o protesto nesta segunda, a Prefeitura posicionou-se de forma diferente e afirmou que os artistas podem receber doações espontâneas. “Em nada se opõe ao fato de os artistas de rua receberem doações dos transeuntes durante ou após suas apresentações”.

Fonte: Rede Brasil Atual





E O SALÁRIO DO ALCKMIN AUMENTA…

10 12 2010

Não dá pra entender… não dá pra entender quando foi que nós, o povo brasileiro, esquecemos dos nossos direitos e simplesmente não gritamos quando algo desse tipo acontece… em tempos de discussão de aumento de salário mínimo, diga-se de passagem migalhas de aumento, o salário do governador vai de R$ 14,8 mil para R$ 18,7 mil, um aumento de 26%.

Não dá pra entender, é desconexo, é injusto, é desnecessário… qualquer pessoa que ganhe R$ 14,8 mil, não precisa desse aumento… e o primeiro que deveria ser contra é o próprio governador Geraldo picolé-de-chuchu Alckmin… essa escala hierárquica da sociedade que paga milhões a um político e nada para um trabalhador braçal é a falácia da falácia… enquanto essa desigualdade não for modificada, não adianta, continuaremos nesse mar de sangue e injustiça social….

CarlosCarlos Bola & Arte

Reproduzo artigo extraído do blog http://www.conversaafiada.com.br, de Paulo Henrique Amorim:

Assembleia aprova reajuste de 26% para Alckmin

Fabio Leite

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira (9), após acordo entre os líderes partidários, o reajuste do salário do governador eleito, Geraldo Alckmin (PSDB), que passa de R$ 14,8 mil para R$ 18,7 mil, um aumento de 26%. O valor representa o teto do funcionalismo público paulista. A decisão eleva também os subsídios do vice-governador e dos secretários, que foram para R$ 17,8 mil e R$ 14,9 mil, respectivamente.

Como o JT antecipou, os deputados estaduais discutiam há uma semana três propostas de aumento para o governador, que iam de R$ 17,2 mil a R$ 19,9 mil.

(…)

A seguir posto um vídeo que fala sobre o aumento de salário de políticos safados sem vergonha na cara em comparação com o salário mínimo e o nível de vida da maioria do povo brasileiro:

E vc, o que acha dessa palhaçada???









Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores