PETIÇÃO ON-LINE EM PROL DO VÍDEO POPULAR (NÃO DEIXEM DE ASSINAR!!!)

12 03 2011

Salve,

Algumas vezes já postei por aqui sobre o Coletivo de Vídeo Popular, o qual o Projeto Bola & Arte faz parte, que é uma reunião permanente de pessoas, coletivos e projetos que atua nas áreas de produção, formação, exibição e distribuição de vídeo popular em busca de fortalecer os trabalhos locais, criar ações conjuntas, trocar experiências e soluções e pensar políticas públicas.

Pois é, estamos trabalhando e estamos avançando… atualmente possuímos uma “cadeira” na SAV (Secretária do Audiovisual) e estamos enviando uma representante para expor algumas de nossas posições na reunião. São inúmeras reinvindicações, mas a CARTA que divulgo aqui é em relação ao edital “Nós na Tela”, que foi um projeto criado e direcionado para jovens egressos de projetos sociais e que acreditamos que necessita sofrer mudanças em relação ao inicial. Repito que essa é mais uma de nossas correrias, temos várias.

E para conseguir ter voz frente aos responsáveis por essas mudanças, criamos uma petição on-line para que o maior número de pessoas assinem em prol da causa: não importa se vc não é da área audiovisual, pense que tudo isso é em prol dos coletivos populares de audiovisual e que temos que virar o jogo em vários segmentos artísticos de nossa sociedade, seja ele qual for, tv, cinema, teatro, artes plásticas etc, enfim, esses meios tem que deixar de ser elitistas e abrir espaços para quem ainda não tem acesso.

PARA ASSINAR A PETIÇÃO, ENTRE NO LINK (é simples e rápido):

http://www.petitiononline.com/nosntela/petition.html

Publico a seguir a carta a Secretaria do Audiovisual/Ministério da Cultura a cerca do Concurso de apoio a produções audiovisuais Nós na Tela, do Programa mais Cultura:

Carta à Secretaria do Audiovisual/Ministério da Cultura acerca do Concurso de Apoio a Produções Audiovisuais Nós Na Tela, do Programa Mais Cultura. 
 

A Exma. Sra. Ana Paula Dourado, 
Secretária do Audiovisual/MinC 
 

Viemos por meio desta manifestar críticas e sugestões em relação ao Concurso de Apoio a Produções Audiovisuais Nós Na Tela, voltado a participantes ou egressos de projetos sociais de formação em audiovisual. Dessa forma, solicitamos a abertura de diálogo para construção conjunta dessas mudanças, junto o público do edital para a preparação da próxima edição. 

O edital Nós na Tela tem avanços importantes em relação ao lançado no ano de 2008, chamado então simplesmente de “edital de egressos”, especialmente no que se refere à oficina de desenvolvimento de projeto custeada pelo Ministério da Cultura oferecida aos contemplados; ao acompanhamento e orientação disponibilizados aos proponentes dos projetos e à distribuição dos curtas digitais realizados em TV Comunitárias. 

Mas entendemos também que o edital sofreu mudanças bastante negativas para as quais não vemos justificativa clara e solicitamos reavaliação de alguns pontos do referido concurso. Assim, solicitamos as seguintes mudanças: 

1 – Não restrição de gênero e tema do projeto: a atual restrição faz parecer que os participantes ou egressos de projetos sociais devem ou podem realizar apenas documentários ou tele-reportagens, soando como se não estivessem aptos para realizações ficcionais, autorais ou experimentais. O oposto é facilmente demonstrado através de vídeos já realizados pelo mesmo público de forma independente ou em oficinas audiovisuais. Além disso, limita as possibilidades de expressão do único concurso voltado a esse público sem motivação clara e gera uma tendência à uma homogeneização das produções que tende a prejudicar os resultados dos programas. Acreditamos que mesmo a vinculação destes produtos a um programa de TV não obrigada a estas restrições. 

2 – Não restrição quanto à idade: os participantes e egressos de projetos sociais com foco em audiovisual não são exclusivamente jovens de 17 a 29 anos, principalmente levando em conta a novidade do processo de democratização dos meios de produção audiovisuais. Não vemos justificativa para que seus participantes não tenham chance de participação neste edital de, a princípio, é de inclusão. 

3 – Quanto à distribuição dos vídeos em TV Comunitárias: propõe-se que os vídeos realizados na oportunidade da primeira edição do edital, de 2008, sejam incluídos em próximos pacotes de distribuição em TVs Comunitárias e públicas. 

4- Que não haja necessidade de chancela de uma organização formalmente instituída para o proponente realizar inscrição, criando-se uma análise do histórico do proponente para comprovar sua atuação em projetos sociais formais ou informais. 

5 – Maior acessibilidade e assessoria para a utilização de equipamentos públicos para a produção dos vídeos, via CTAV por exemplo 

6 – Que o prazo para a realização de curta seja ampliado para, no mínimo, 8 meses. 

7 – Que se discuta e negocie outra forma de repasse da verba, tornando-a isenta de impostos (a exemplo da primeira edição deste edital, em 2008 (chamado de “edital de egressos”). E ainda, que seja explicitado no edital o valor líquido, se for inviável a inexistência de descontos. 

8 – Aumento do número de contemplados para 50 projetos de todo o Brasil, mantendo o valor de R$30.000 por projeto. 

9 – Que as organizações do setor (Coletivo de Vídeo Popular / Fepa) tenham uma indicação de participantes na comissão de avaliação e seleção dos projetos. 

Assim, solicitamos a avaliação destas considerações e início de um diálogo para preparação da próxima edição do Edital Nós Na Tela.



Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: