POST DE FÁBIO COCA: O PEIXE É TRICAMPEÃO DA LIBERTA!!!!

25 06 2011

Reproduzo post do camarada Fábio Coca, santista de coração e blogueiro do Peixe. Vale a pena ler, #JÁSOMOSTRISANTOOSS!!!!

Extraído do linque http://www.blogsantista.com.br/fabiococa/index.php:

BFC


Coração a mil, pensamentos que não conseguem focar um só objetivo, um só placar, que além de imaginar uma vitória, já consegue imaginar o Japão, lá na frente, um provável encontro com o Barcelona, o time mais badalado do mundo, para os outros, pra mim não.

Assim estava eu ontem a caminho do Pacaembu. Sabíamos que o jogo seria difícil, sabíamos que eles viriam fechados querendo o contra ataque, que seriam um dos ossos mais duros de roer desta libertadores. Além disso, declarações como “Quem é Neymar”, “Não conhecemos Ganso”, “O Santos não tem torcida” me irritaram.

Nós santistas conhecemos nosso time, nossos jogadores e o potencial e defeitos de cada um, muitos torcedores não admitem as qualidades de alguns, ou os defeitos, mas isso é normal, coisa de torcedor mesmo, mas eu tinha certeza que sairia do Pacaembu Tri Campeão, eu sabia que chegaríamos lá.

Um Pacaembu lotado, cheio de amigos, com a torcida cantando sem parar, piscas, queima de fogos e um time totalmente entregue a partida, até os que não fizeram suas melhores partidas estavam lá, correndo e brigando.

Não vou comentar partida, analisar esquema tático, mostrar opções, nada disso. Hoje, sou TRI-CAMPEÃO DA LIBERTADORES, hoje eu sinto uma das maiores emoções da minha vida. As dores no corpo, os pés inchados e com bolhas, a dor de cabeça infernal que e pegou durante o dia, talvez pelo stress e nervosismo que se dissiparam após a final, mas não posso deixar de exaltar meu time, nosso time, o nosso AMOR.

 
BFC
Desde o bate boca com a torcida do goleiro Rafael e a frase “OLHA NO MEU OLHO” e a chegada do Muricy Ramalho eu estou confiante. O grupo é bom, talentoso, tem um misto de raça e técnica. Durante o campeonato tivemos inúmeros problema com lesões, mas nossos jogadores que entraram para substituir foram extremamente eficientes.

Antes de falar bem de alguns jogadores, tenho alguns pedidos de desculpa a fazer publicamente.

PARÁ – Quero pedir desculpa por ter criticado os buracos que você deixa quando sobe ao ataque, mas não posso ser injusto a ponto de não falar o quanto você se entrega na partida e cresce de produção em partidas decisivas, principalmente quando se tem que dar chutão.

EDU DRACENA – Gostaria de pedir desculpas por ter criticado seu posicionamento e suas inúmeras falhas, que existiram sim, mas você cresceu durante a competição, com a chegada do Muricy e merece sim elogios.

ELANO – Hoje, eu entendo seu cansaço, aliás, sempre entendi, mas sou santista e sempre quero ganhar, assim como aconteceu. Sei que neste momento você estaria de férias, que agora seria seu descanso, mas não, estava lá, em campo e mesmo sem jogar bem, se esforçava. Peço desculpas por ter sido injusto por criticar atuações mas não conseguir entender, talvez por emoção, o porque do cansaço físico, sei que não são as ponte-aéreas.

ZÉ EDUARDO – Apesar da falta de gols e na displicência nas finalizações, peço desculpas por não exaltar sua entrega nas partidas e sua vontade de vencer, ontem, mesmo não marcando, foi sua melhor partida na Libertadores.

 
 

BFC
 
Jogadores como Rafael, Danilo, Durval, Léo, Adriano, Arouca e Neymar merecem destaque em toda a competição, não é questão de diminuir o valor dos outros, mas eles se destacaram, foram jogadores decisivos, foram os de maior regularidade na competição.

Arouca e Adriano foram uma parede intransponível no nosso meio campo, Danilo, um coringa extraordinário, Durval um monstro na defesa, que além de destruir, lançava, saia jogando e tranqüilizava os demais jogadores, Léo, com toda a sua experiência, superava os limites físicos e mostrava como se jogava para ganhar, Rafael, a nossa muralha, elogiado até pelo eterno goleiro Rodolfo Rodriguez e por fim Neymar.

Um jogador que foi taxado de “Franzino”, “Filezinho de Borboleta”, depois de “Monstro”, “Mercenário”, “Mala”, “Mascarado”, “Jogador de Paulistinha” e, como todas as críticas e dificuldades, com a ajuda dos pais, amigos e Diretoria do clube se transformou em um monstro sim, mas um mostro para os adversários, um monstro do bem, aliás, um monstro para o bem do Santos.

De Mostro a Craque, de Filé de Borboleta a melhor jogador da América e no final do ano, mesmo achando que a FIFA e sua burocracia intangível, se negará a indicar o garoto para as eleições dos melhores do Mundo, mas ele mostrará que é capaz e dentro de campo todos se curvarão ao seu talento.

Hoje, na minha humilde opinião, o Neymar é o melhor do Mundo, não sou profano a ponto de dizer que ele é melhor que Pelé, Maradona ou Zidane, mas hoje NINGUÉM se compara ao garoto.

Finalizo este post com um desabafo. Foi o pior dia para escrever da minha vida, as imagens, vídeos, declarações e lembranças me emocionam, mexem comigo, saibam que durante cada letra digitada, este humilde santista estava aos prantos.

Muito obrigado, TRI-CAMPEÕES.

 BFC

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: