PROIBIU A MARCHA DA MACONHA E LIVROU O FILHO DO TESTE DO BAFÔMETRO

27 09 2011

E a hipocrisia no país do suingue continua!!! O mesmo desembargador (Ricardo Cardoso de Mello Tucunduva)
que proibiu a realização da Marcha da Maconha em São Paulo esse ano, livrou o filhinho dele do teste do bafômetro após causar um grave acidente… as coisas só mudam nesse país com o povo se mobilizando… vamos a luta!!!

Segue matéria extraída do site do Diário de São Paulo (http://www.diariosp.com.br):

Um acidente de trânsito neste sábado de madrugada, na Vila Mariana, Zona Sul, movimentou o plantão do 27º Distrito (Ibirapuera) e deixou vítimas e testemunhas indignadas. A ocorrência seria mais um caso nas estatísticas se não fosse um detalhe: o pai do motorista envolvido, um desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, tirou o filho do local do acidente sob a alegação de que ia levá-lo ao pronto-socorro. Além disso, não permitiu que fizesse teste do bafômetro nem exames clínicos de dosagem alcoólica ou de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) para comprovar suposta lesão.

O acidente aconteceu às 3h09 de ontem. O motorista, de 42 anos, atravessou com farol vermelho o cruzamento das ruas Carlos Petit e Vergueiro – um dos mais movimentados da região – e atingiu outros veículos. Segundo testemunhas, ele estaria em alta velocidade.

FERIDO /No momento em que policiais militares examinavam a documentação do Focus e ouviam donos dos outros carros atingidos e testemunhas, o desembargador Ricardo Cardoso de Mello Tucunduva – o mesmo que proibiu a Marcha da maconha – apareceu. Ao tomar conhecimento das circunstâncias do acidente, impediu que o filho fizesse o teste do bafômetro e o tirou de lá. Porém, os documentos e o carro ficaram apreendidos.

Mais tarde, o desembargador Tucunduva apareceu no 27DP para pegar a documentação e explicou aos plantonistas que o filho havia se machucado e, por isso, precisou tirá-lo rapidamente do local do acidente para levá-lo a um hospital.

Segundo testemunhas, o desembargador teria tentado abafar a ocorrência. A assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança confirmou o acidente, depois de perguntar à reportagem o que sabia sobre ela, mas alegou não poder informar detalhes do caso.

A assessoria de imprensa do TJ foi procurada, mas não conseguiu localizar Tucunduva. Contudo, informou que, independentemente de ser ou não desembargador, tem de se submeter ao trâmite da ocorrência como qualquer cidadão.

Casos mais graves envolvem excesso de álcool no sangue

Os casos mais graves constatados durante as blitzes da Lei Seca são os de violação ao artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (dirigir embriagado). É quando se constata pelo bafômetro que o motorista tem 0,34 mg de álcool por litro de ar expelido no organismo ou  6 decigramas por litro de sangue. Nesse caso, além de pagar multa e sofrer restrições para dirigir, o motorista responderá a processo criminal. 

Outro tipo de infração constatada com frequência durante as operações é a violação do artigo 165 do código de trânsito, que é dirigir com níveis de álcool por ar expelido acima de zero, mas inferior à taxa de 3,4 mg que configura a embriaguez.

Um copo de chope, que contém 0,29 ml de álcool, já é suficiente para um motorista ser autuado. O organismo leva entre 6 e 8 horas para eliminar o álcool.


Ações

Information

3 responses

14 11 2011
Surreal é não invadir a joça at BOLOGS

[…] o desembargador Ricardo Cardoso Tucunduva – o mesmo que proibiu a marcha da maconha – se encarregou de livrar o filhinho do bafômetro […]

25 03 2012
Elimar Cardoso Filho

Farra na casa alheia é uma beleza. Sem despezas, satisfações, saindo na hora que quiser. Na minha, …não porque ela não é a da” mãe joana”. Isto mesmo desembargador. Exerça sua autoridade, cara de pau, hipocrisia e o resto do dicionário, exemplo de cidadão!…

.

23 02 2013
Observem o perfil e a honestidade intelectual do desembargador RICARDO CARDOSO DE MELLO TUCUNDUVA – " F I N I T U D E "

[…] Segue matéria extraída do site : https://bolaearte.wordpress.com/2011/09/27/proibiu-a-marcha-da-maconha-e-livrou-o-filho-do-teste-do-b… […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: