PROTEGER A CRIANÇA DOS ABUSOS DA TELEVISÃO?? PROS POLÍTICOS BRASILEIROS NEM PENSAR!!!

1 12 2011

O relato a seguir foi coletado do perfil do Facebook do João Brant, do Coletivo Intervozes, que luta pela democratização da comunicação no Brasil. Patético é constatar a cada dia que os políticos não estão preocupados com o ser humano e com a vida, e sim com interesses mesquinhos e egoístas. Mas isso vai mudar, LUTEMOS JUNTOS!!!!

Segue relato:

Por João Brant, do Coletivo Intervozes

Votação sobre inconstitucionalidade da vinculação horária da classificação indicativa começou hoje, e foi interrompida por pedido de vistas do Joaquim Barbosa. Quatro ministros já haviam votado, todos declarando que o Governo não pode definir uma faixa horária protegida para crianças (por exemplo, a de que programas recomendados para maiores de 18 não possam ser exibidos às 15h na TV aberta). Se essa perspectiva se confirmar, as emissoras poderão veicular qualquer programa, para qualquer faixa etária, em qualquer horário. A constitucionalidade da vinculação horária foi defendida pela Advocacia Geral da União e pela Procuradoria Geral da República, com teses muito próximas às da sociedade civil. Pior do que o resultado em si foi a linha de defesa dos ministros. Eles abandonaram qualquer ideia de proteção do direito das crianças e adolescentes, não consideraram em nenhum momento que televisão é um serviço público sob concessão e defenderam uma linha ultraliberal de liberdade de expressão, mais fundamentalista que qualquer outra democracia ocidental. Muito preocupante.


Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: