CARTA ABERTA DA ZAGAIA AO EXCELENTÍSSIMO SECRETÁRIO JUCA FERREIRA

17 02 2013

Compartilho aqui uma CARTA ABERTA DA ZAGAIA AO EXCELENTÍSSIMO SECRETÁRIO JUCA FERREIRA. São só pequenos exemplos da hipocrisia que ronda a atmosfera paulistana nos últimos tempos (e nos velhos tempos também):

Por Zagaia:

Caro Sr. Juca Ferreira, viemos por meio desta fazer também as nossas reivindicações, já que se abriu na cidade o festival do passa pires cultural. Afinal também precisamos garantir nosso osso, posto que somos terroristas simbólicos e órfãos (filhos de Deus que está morto). E não nos sentimos representados por nenhuma outra entidade já que reivindicamos a implosão de todas elas.  Eis aqui nossas reivindicações:

– Criação do Vai Terror para os grupos de terrorismo amador e da Lei de Fomento ao Terror para os profissionais

– Criação de cinema de 1 real com filmes karatê, bang bang e pornochanchada, e também com filmes da zagaia e dos nossos amigos (também somos cordiais)

– Criação de pontos de sopão orgânico para os trabalhadores da cultura (vamos assumir que somos fodidos e mau pagos)

– Substituição da Virada Cultural pelo Cabaré do Juca, com shows eróticos e antropofágicos

– Troféu Garoto Juca para a entidade que mais puxar o saco do secretário

– Derrubada imediata do monumento ao Borba Gato, de preferência à flexadas

– Desapropriação do teatro Abril que passará a chamar Espaço Cultural Frantz Fanon, com programação teatral a ser escolhida por sorteio, tapa, cuspe a distância ou par ou ímpar

– Mudança do nome da Avenida Paulista para Avenida Perdeu Playboy, da Avenida Roberto Marinho para Vladimir Herzog, do Viaduto Costa e Silva para Minhocão Macunaíma e da Avenida Nove de Julho para Alameda Primeiro de abril

– Proibição de Ong em favela, principalmente as ongs culturais. Substituição imediata do artista-educador pelo artista-provocador

– Shows de RAP, samba e recitais de poesia de saraus periféricos no teatro municipal

– Sabão público nos palhaços sem graça e nos palhacinhos classe-média de nariz preto

– Implosão do Itau Cultural e em seu lugar a criação do Instituto Rita Cadilac, baseado nas curvas da Niemeyer

– Instauração de cota para negros nos sambas da Vila Madalena

– Distribuição gratuita do filme “Amor estranho amor”, o filme proibido da Xuxa, a todos os baixinhos com menos de 1,60, inclusos aqui crianças e anões. A distribuição deverá ser feita obrigatoriamente em escolas, igrejas e postos de saúde.

– Incentivos a escrachos populares aos ex-torturadores, políticos corruptos, intelecutais mau caráter e artistas reacionários

– Criação do dia do batuque nas igrejas evangélicas

– Substituição da lei anti-fumo nos bares pela lei anti-chato

– Criação do Dia do Folclórico, onde toda a pessoa que tiver a carteirinha atestando ser folclórico poderá beber livremente pela cidade

– Humilhação pública para artistas de peças que imitam musicais da Broodway

– Proibição de pregação das testemunhas de Jeová antes das 11 horas

– Lei de fomento ao Abstrato! O Terror demanda meios para conseguir o impossível!  Abaixo a toda forma degenerada de especulação, seja de aberrações pós-modernas , seja imobiliária.

– Ponto facultativo às segundas feiras e vésperas de feriado em todas as empresas públicas e privadas. Aproveitando esta deixa, abolir também a propriedade privada

– Pagamento ao Fora do Eixo por todos os seus “inestimáveis serviços à cultura” com balas Juquinha

– Pagamento dos salário de todos os cargos de confiança da secretaria da cultura, inclusive o do secretário da Cultura, com Cubo Cards, a moeda com que o Fora do Eixo paga os artistas que trabalham em seu circuito. Quando vocês pararem de apoia-los poderão voltar a receber em dinheiro

– Total apoio ao Cordão da Mentira em seus desfiles, colocando nesses dias todo mundo do Fora do Eixo trabalhando (in)voluntariamente, fantasiados de escravo eunuco colaborativo (o pagamento deles pode ser feito com os cubo cards que vocês vão ganhar de salário)

– Criação do Museu da Mentira, onde serão expostos as maiores mentiras da cidade. Para lá será transferido o mausoléu do Plínio Corrêa (fundador da TFP), relíqueas da contra-revolução de 32, as obras de Romero Britto, o cérebro do Pondé e a universidade Fora do Eixo

– Criação da Guarda Coxinha Amigão exclusiva para os equipamentos culturais

– Mudança imediata do nome da Escola de Música Tom Jobim para Escola Livre de Música Pato N’água(ver aqui artigo anterior defendendo a proposta)

– Proibição imediata de shows de stand up comedy. Substituição desses shows por festivais de felação de bonecos do Ronald McDonald e intérpretes de Papai Noel

– Proibição da música Sampa de Caetano Meloso em qualquer evento da cidade. Publicação no diário oficial de que a mais completa tradução de São Paulo não é a burguesa, chata e previsível Rita Lee, mas o popular, criativo e antropofágico Zé do Caixão

– Criação do programa Nosso Palcomeu você! para os teatros da Praça Roosvelt.

O Sr. tem EXATAMENTE 30 DIAS A PARTIR DE HOJE PARA COMEÇAR A CUMPRIR ESTAS PROPOSTAS. SENÃO… JÁ VIU…

Este é apenas um aviso. Certo?

Fraternalmente,

Coletivo Zagaia


Ações

Information

One response

17 02 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: