Opiniões

Artistas, boleiros, boleiras, ex-jogadores, jornalistas, ativistas sociais, enfim, muita gente, entre famosos e anônimos, gente como a gente, passou pelo Bola e Arte. Alguns deles deixaram gravadas suas impressões sobre o programa. Veja algumas:

Soninha Francine, jornalista esportiva e ativista social, já foi vereadora e candidata à Prefeitura da Cidade de São Paulo.

Vladir Lemos, jornalista, apresentador do programa Cartão Verde, da TV Cultura.

Raquel Coutinho, cantora e compositora mineira, que está lançando o CD Olho D’água.

André Rizek, comentarista de futebol da SporTV e repórter da Revista Placar.

Max B.O., rapper, freestailero profissional e repórter de Tv.

6 responses

27 05 2009
Camila Pelicano

Olá pessoal… Poxa, fiz também “academicamente” falando, 4 anos de estudos teoricamente integrais sobre o Esporte. Formei-me em Bacharel em Esporte pela Estadual de Londrina e na minha sala eu era a única mulher… Foram anos de aprendizados e achava que eu tinha uma visão feminista do Esporte, pois sempre enxerguei esse fenômeno como arte, tanto no âmbito antropológico, sociológico e outros tantos ilógicos. Pensava que eu tinha uma visão um pouco eufêmica devido a tantos raciocínios exatos e não tão filosófico. A real é que acabei de virar fã de vocês, pois é uma idéia que com certeza dará MUITO certo! O fato de juntar o Esporte em todos os seus âmbitos, principalmente o de ocupação do ócio global, entertenimento e bricolagem, vai totalmente a favor, paralelo e infinito à Arte.
Puta idéia de junção bacana!!! Espero conhecer o trabalho de vocês mais aprofundado e que eu possa também contribuir com algumas discussões…

Um forte abraço e muita filosofia, futebol, debate e arte pra todos!!! Com cultura e uma pitada de disciplina, acredito na potência desse puta país!!!

Camila

28 05 2009
Ivani dos Santos Leal

Olá Carlos, gostei muito de eu trabalho sei das suas dificuldades em divulgar seu trabalho. Quanto a bola e arte gostaria que você desse uma olhada no meu blog. O endereço è http://comunidadepontodeequilibrio.blig.ig.com.br/

12 06 2009
altieres frei

então, vai vendo, como é chamar seu velho de canto e dizer: cola aí, pai, vem ver um programa de futebol… e o cara senta, com seus sessenta e alguns, dá umas risadas, e de repente você fica feliz por dentro em ver um conterrâneo seu mandando bem: conterrâneo de tempo – hoje o que nos aproxima, mais do que o espaço, é o tempo…
precisamos de gotas nada homeopáticas de contra-cultura, inseridas no futebol, inseridas na arte, deixando transbordar a vida dos que não estão apáticos, dos que não estão doentes, dos que jamais chutariam a bunda do silvio luis…
grato! longa vida.
altieres frei – psicólogo, baixista da banda interlúdio e corinthiano, graças à nosso ogum guerreiro!

8 07 2009
ANTONIO CARLOS MARTINEZ

Carlos:Não estou acostumado a desenvolver comentários a respeito de trabalhos dos outros,mas vou tentar aqui um pequeno esboço.Os vídeos são de ótima qualidade observando-se que os equipamentos à disposição são de tecnologia um pouco parca segundo voces aí mesmo dizem.No que tange aos programas produzidos por emissoras que já estão no ar a muito tempo e os padrões por eles utilizados já são enraizados na mente de um povo teleguiado para assistí-los quase que automaticamente.É imperioso que os programas sejam dirigidos por pessoas que tenham algo em comum com o povo que os assiste.Não é de meu padrão usar vocabulário chulo em entrevistas em televisão ou em qualquer veículo,já que, o jornalismo é um meio que ao menos tenta mostrar aos que ouvem ou leem a mais pura das informações não cabendo aí vocábulos com ênfase na degradação da linguagem.Por fim,acho que as intenções dos trabalhos ao meu ver são de boa qualidade e,espero que melhorem muito mais.

25 05 2011
breno

fala e o breno do sesc meu primo viu seu site e adorou falou que e de mais boa sorte.

13 09 2012
Valter Machado

Sobre os incendios em favelas, eu ocupei um barraco num posto de gasolina nas esquinas das Ruas Julio Cesar da Silva e Behring no pari (onde hoje está sendo construído a réplica do templo de Salomão) coordenado pelo MTST_RC.
Nunca fui bem tratado pela coordenação.
Por que será?
Quando estáva-mos numa quarta feira de 2009 dormindo e fazendo uma manifestação veio a notícia: o posto de gasolina pegou fogo.
Fomos até lá, e eu sentei na calçada, do outro lado da rua, contemplando a fumaça que ainda saia dos escombros com a área já cercada pelos bombeiros.
Ferros retorcidos, geladeiras, a cobertura sem telhas, e a parte de alvenaria é claro que não queimaram, mas toda a área foi consumida pelas chamas.
Dois sobreviventes que não foram na manifestação e estavam dormindo disseram que escaparam por pouco.
Como não sobrou nada das madeiras e materiais combustíveis, pensei comigo mesmo: Parece um fogo provocado.
Me disseram que depois de uns dias saiu na mídia k foi um incêndio realmente provocado.
Será?
Se foi, por quem seria?
Com quais interesses?
Renovação pelo fogo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: