SANTOS X PEÑAROL: MINHA COBERTURA NA TVT

25 06 2011

Salve!!!

O glorioso Santos Futebol Clube se sagrou campeão da Taça Libertadores da América de 2011, TRICAMPEÃO!!! Título merecido, ganhado na bola, dentro de campo e sem ajuda de arbitragem. Muitos decretaram nossa eliminação na primeira fase da competição quando tivemos um péssimo início de campeonato, mas o Santos mais uma vez surpreendeu e mostrou o quão grande é e que é um clube que historicamente joga com raça e honra a camisa que veste.

Estive presente no jogo final no estádio do Pacaembú, no duelo entre Santos X Peñarol, do Uruguai. Foi uma mistura de torcer e trabalhar. Eu, CarlosCarlos, fui fazer uma cobertura da torcida santista, enquanto Ânderson Carvalho, comentarista esportivo do “Seu Jornal”, da TVT, cobriu a torcida uruguaia.

Assim como nos tempos do Programa Bola & Arte, em nenhum momento escondi o time que torço pois acredito em uma televisão sem maquiagens, temos que transparecer o que somos na tela, contrariando o velho jornalismo futebolístico cheio de normas e regras que já deram o que tinham que dar. Acredito que cada um a seu estilo, temos que quebrar esses velhos rótulos e paradigmas de como se fazer televisão.

A experiência da cobertura foi bem interessante, bem como a minha primeira participação no estúdio do Seu Jornal, ao lado do grande âncora Carlos Ribeiro e do comentarista Ânderson Carvalho. Fizemos uma bate-papo descontraído e dividimos a cobertura em cinco VT’s, mostrando as torcidas antes do jogo começar, bem como depois que entramos no estádio.. mostramos também o momento do primeiro gol do Santos, o momento do apito final e o grito de campeão. De quebra ainda entrevistei o presidente do Santos Luis Alvaro, o Laor, que disse bonitas palavras que combinam demais com a história do alvinegro praiano da Vila Belmiro.

Espero que vcs curtam!!! Deixem seus comentários dizendo o que acharam!!!





VAMO SER TRI SANTOOOOSSSSSS!!!

21 06 2011

Esse post é para todos os santistas espalhados pelo Brasil e pelo mundo, confiantes na vitória ante o Peñarol na Libertadores da América 2011!!!

‘Sinto que desse ano não passa, seremos tricampeões, energia positiva aos nossos jogadores e que a nossa torcida apóie os 90 e poucos minutos…

Meu palpite: SANTOS 2 X 1 PEÑAROLGols de Neymar e Durval…

Pra inspirar, deixo vcs aqui com a conquista da América do Santos em cima do próprio Penarol, na Libertadores de 1962:

E vc, tem algum palpite???





REPÚDIO SANTISTA

13 04 2011

Apoio totalmente essa iniciativa de santistas (Amilcar, Alex, Coca e Renato) de expressarem seu repúdio a essa palhaçada de mau gosto que parte da imprensa esportiva vem fazendo a longos anos no Brasil!!!

Seja nas especulações sobre o Ganso, Robinho, Neymar e tantos outros, o fato é que esses jornalistas nunca são cobrados efetivamente, as notícias passam tão velozmente nesse mundo de milhares de informações ao mesmo tempo, que tudo fica esquecido. Mas quem noticiou, com ctz vendeu muito jornal, ganhou muita audiência na tv ou no rádio etc… e consequentemente muito dinheiro!! Tudo apoiado em mentiras.

Agora falando como santista, é incrível como essas coisas acontecem com o Santos, sempre quando temos craques extraordinários no elenco, o que não é raridade, jornalistas mal-intencionados fazem de tudo para tirá-los do Peixe… e pior: muitas vezes querem levar o jogador direto pros nossos rivais!!! Como diz no texto abaixo, realmente o time do coração parece influenciar demais as notícias levantadas e já é antiga essa prática da imprensa paulistana de dar menos ênfase ao Santos em relação aos outros times grandes de SP. É triste. A todo instante vemos dois pesos e duas medidas.

Parabenizo o “Repúdio Santista” e passo a frente, temos mesmo que utilizar a Web para expressar nossa voz contra esse bando de aproveitadores!!! Vai pra cima deles Santossss!!!!

CarlosCarlos Bola & Arte

Segue o “Repúdio Santista”:

Bom dia santásticos, estamos juntos na Blogagem coletiva!

Nós, blogueiros e torcedores santistas, estamos coletivamente através deste texto postado de forma conjunta em nossos espaços virtuais de discussão, deixando claro o nosso repúdio e nojo com a maneira que está sendo tratada a possível saída do jogador Paulo Henrique.

Estamos enojados com a enxurrada de notícias que não se concretizam da saída do jogador para o Sport Clube Corinthians Paulista. Não pela possibilidade da transferência acontecer, e sim pelo grande número de “furos” noticiados de forma irresponsável.

Não temos a pretensão de ensinar alguém a fazer jornalismo. Temos a intenção sim, de pedir aos jornalistas ou não que trabalham no meio que sejam, minimamente, éticos e profissionais.

Quantas vezes as notícias de saída do jogador já foram desmentidas por procuradores do jogador, pelo assessor do jogador? Quantas vezes o jogador “esteve negociado com o Corinthians” e veio publicamente desmentir tal notícia? Quantas vezes, na saída de campo, os repórteres e outros profissionais deixam de abordar detalhes do jogo, para falar em transferência do atleta?

Não somos bobos. Todos sabemos que, assim como nós, jornalista veste camisa e torce para time A, B ou C. O que, na função de telespectadores e ouvintes, não nos interessa. O que nos interessa é a veracidade do que é noticiado e a forma que isso é tratada.

Estamos cansados de “tivemos a informação”, “uma fonte contou”, “um ex-diretor do clube disse”. Que informação? Que fonte? O jornalismo preza pela proteção da fonte, porém, preza também pela apuração dos fatos de forma correta. E seja na faculdade de jornalismo, seja na vida, vamos aprendendo que sempre é necessário ouvir os dois lados da situação.

Porque o “sim de Ganso” é destaque nos sites, capa de jornal, tema central de discussões de programas de rádio e TV e a resposta do presidente do clube vira canto de página e rodapé de programa? Resposta esta que é a mais importante, pois devemos lembrar aos nossos nobres jornalistas que, o jogador Paulo Henrique Ganso tem contrato vigente com o Santos até o ano de 2015 e que nessa relação profissional, o jogador só sai mediante pagamento da multa, conforme valores estipulados em contrato.

Trocando em miúdos. De nada adianta o jogador se acertar com presidente de clube A ou B, se o clube não pagar a multa. Creio que não precisamos lembrar disso a alguns dos nobres jornalistas, pois eles detêm essa informação até com mais detalhes que nós.

O que nós, blogueiros torcedores do Santos EXIGIMOS é ética.

Exigimos que o jornalista, antes de escrever uma matéria, esqueça que ele tem no coração um time e lembre que ele tem nas mãos o poder de formar opiniões. Esqueçam se eles tem desavenças com essa gestão do Santos e simpatia pelo antigo presidente – e não reputamos a ele nenhuma culpa sobre os incidentes, que fique claro – e lembrem que são profissionais pagos para noticiar de forma correta e verdadeira. Isso nós como leitores, ouvintes e telespectadores EXIGIMOS  de vocês e dos veículos que os contratam.

Pois lembrem-se vocês que, o torcedor, baseia-se na opinião escrita e falada por vocês para formar a opinião dele. E se, vocês jornalistas, distorcerem um fato, formam opiniões distorcidas, que não são condizentes com a verdade. Até quando vocês, na função de formadores de opinião, irão continuar gerando um clima de insatisfação e de desconfiança do torcedor com um atleta, com informações que não se confirmam?

Em um momento do país onde vemos a violência banalizada, inclusive no esporte, exigimos que haja a responsabilidade na publicação de uma notícia e na formação da opinião do torcedor.

Exatamente por entendermos esse momento nós, blogueiros, estamos pedindo a todos os torcedores santistas, para que não promovam qualquer tipo de protesto, retaliação ou cobrança excessiva ao jogador Paulo Henrique Ganso, mesmo que esteja havendo uma tremenda irresponsabilidade na divulgação de notícias informando a possível saída.

Pedimos para o torcedor santista que, enquanto o jogador vestir a camisa do Santos que ele seja tratado como profissional que é. Que receba os aplausos e as críticas quando merecer e não pelo que for imputado a ele. Já que ele, em nenhum veículo, disse até o momento que jogaria pelo Corinthians, pelo contrário.

Pedimos também ao torcedor santista que repudie veículos que, sempre em vésperas de jogos decisivos, tem aparecido com notícias vinculadas a saída de jogadores. Desde o ano passado vivemos isso com o Neymar e agora de forma mais abrupta com o Paulo Henrique. Há veículos que tem tratado o assunto de forma séria, seja em rádios, seja em televisão aberta ou fechada, seja na internet. Procurem estes veículos, informem-se com outros torcedores santistas sobre quem está tratando o futebol de forma ética. Certamente, o torcedor chegará a conclusão e saberá distinguir os bons e maus profissionais.

Sabemos do tamanho do recalque que há de alguns profissionais de comunicação e veículos em ter que admitir que o Santos Futebol Clube é gigante e ultrapassou as fronteiras da cidade, do país. E vemos, no trabalho de alguns deles, que esse recalque vira distorção e mal jornalismo.

Respeitamos o direito e a opção profissional do atleta, caso ele deseje e decida sair do clube. Queremos apenas que ele continue cumprindo com suas responsabilidades enquanto atleta do Santos Futebol Clube e que, se desejar sair, que seja pela porta da frente.

O torcedor do Santos Futebol Clube não agirá de forma imbecil nem contra o jogador, nem contra os péssimos profissionais a quem nos referimos nesse texto. Somos diferentes.

“Uma mentira pode dar a volta ao mundo… enquanto a verdade ainda calça seus sapatos”. – Mark Twain .

Texto do blogueiro Renato http://twitter.com/futblogdorenato

Charges http://twitter.com/cheecorocha

http://twitter.com/RPNonline

Ideia: http://twitter.com/acorreajr





“LITERATURA, FUTEBOL E NEGAÇA”

21 03 2011

Repasso aqui divulgação de um evento muito foda enviado pro meu email pelo Fernando Santista, do Sarau da Vila Fundão e também disponível no sítio da Edições Toró (http://www.edicoestoro.net/). Compareçam!!!

CarlosCarlos Bola & Arte

Segue:

Edições Toró, Sarau Vila Fundão e Coordenadoria de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura de SP – SMC convidam para o curso “LITERATURA, FUTEBOL E NEGAÇA”.

Considerando as fintas, impedimentos e soladas das relações étnico-raciais brasileiras, abrindo rumos para vivências em Arte/Educação que contemplem questões ancestrais e urgentes da população negra e do povo brasileiro em geral. Atentando à forma e ao conteúdo (separados tantas vezes falsamente).

Sábados – de 02 a 30.04 – sempre das 13h às 16h30
Na Biblioteca Helena Silveira: Rua Doutor João Batista Reimão, 146 (Atrás do Terminal Campo Limpo)

clique na imagem para mais detalhes

GRATUITO para 35 participantes, com distribuição de certificados ao final do curso.
INSCRIÇÕES até 26.03.11 no sítio http://www.edicoestoro.net ou na Biblioteca Helena Silveira tel: 5841-1259.

Baixe aqui a ficha de inscrição.

02.04 | “100 anos jogando com a raça: discriminação, ascensão social, pátria e grandes negócios”, com Flavio Francisco ( Historiador e Pesquisador das Mídias Negras do começo do Século XX) e Uvanderson Vítor (Sociólogo, Pesquisador das Desigualdades Sócio-raciais Brasileiras)
Com textos de Nelson Rodrigues, Gilberto Freire e João Antônio

09.04 | “De Retratos a Chuteiras – A Nação envergonhada”, com Monica Cardim (Fotógrafa e Arte-Educadora, Mestranda em Estética e História da Arte).
Com textos de Lima Barreto.

16.04 | “Corpo Negro em futebol e teatro: Dramaturgias, cenas e ritual”, com Evani Tavares (Atriz, Angoleira, Doutora em Artes pela UNICAMP):
Com textos de Cidinha da Silva e Oduvaldo Vianna Filho.

23.04 | “O baque do Maracanã 50 e o goleiro Barbosa – enquadro e projeção”, com Renata Martins (Cineasta atuante em Direção, Roteiro e Montagem. Educadora em Artes Visuais)
Com textos de Eduardo Galeano.

30.04 | “Do campinho ao estádio: Geografia das emoções e Imagens da bola preta” – com Billy Malachias  ( Mestre em Geografia Humana, Pesquisador do NEINB/USP e Consultor do MEC)
Com textos de Plínio Marcos, José Roberto Torero e do cordelista José Soares.

Articulação Pedagógica: Allan da Rosa
Concepção e Diagramação de Cartaz: Mateus Subverso
Realização: Edições Toró, Sarau da Fundão e Coordenadoria de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura de SP – SMC
Agradecimentos: À comunidade que chega ou oferece atenção.