REDE GLOBO E SEU “AMOR” PELO POVO BRASILEIRO

2 08 2011

Há tempos que eu falo dos malefícios que a Rede Globo causa a sociedade brasileira, mas nem sempre sou ouvido. O post a seguir, extraído do blog O Provocador é só mais uma das “peripécias” que essa tão amada corporação midiática faz em prol de seus próprios interesses… “Um caso de amor com você, um caso de amor com o Brasil“….. Reflita.

Segue:

Globo pega R$ 30 mi para festinha da Copa

Depois dizem que é implicância. Mas caramba, a Globo vai receber R$ 30 milhões para organizar o evento em que será realizado o sorteio das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. Quem vai pagar essa conta? Adivinha? A iniciativa privada? A Fifa? As empresas fantasmas de Ricardo Teixeira? Vai ser o governo do Estado e a prefeitura do Rio de Janeiro? Dinheiro público!

É o fim da picada. É muita cara de pau. É um descalabro. Perderam completamente o pudor. Por que o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes resolveram sangrar os cofres do povo para patrocinar um evento que deveria ser pago pelos donos da festa, a Fifa e a Globo? Por quê? Por quê?

Enlouqueceram? Claro que não. Essa turma faz isso há décadas, debaixo do nosso nariz. Todo mundo sempre soube que a conta toda dessa Copa do Mundo ia sobrar para o Estado brasileiro. Mas eles não precisavam exagerar. Faltou um mínimo de decência.

Os R$ 30 milhões pagos pelos contribuintes servirão para remunerar a Geo Eventos, empresa das Organizações Globo e do Grupo RBS. Ela foi contratada com exclusividade pelo Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014 para conseguir patrocínios para a tal festinha, a ser realizada dia 30 de julho.

Dizem os representantes da Geo que foram ao mercado e não encontraram nenhuma empresa interessada em por a mão no bolso. Duvido. Foram direto aos amigos de sempre, na certeza de que seriam atendidos, sem nenhum esforço. E cabe a pergunta: se ninguém se interessou em patrocinar essa bagaça, por que logo o governo do Estado e a prefeitura teriam que se meter a trouxas?

Quando vierem as próximas enchentes, quando outro bueiro explodir, quando algum turista for assassinado na orla, quando houver um novo arrastão no Túnel Rebouças, todos temos a obrigação de lembrar como é usado o dinheiro dos cidadãos cariocas e fluminenses. Tá vendo como esse pessoal se liga em você?





ESSAS IMAGENS MOSTRAM QUE A DITADURA AINDA RESISTE – MAS QUE PERDE FORÇA A CADA DIA QUE PASSA

11 05 2011

Recebi via twitter esse vídeo que sinceramente, é triste de ver… mas tem o lado interessante da história também, que é ver o artista de rua falando várias verdades para policiais truculentos e que insistem em “verdades” tão mentirosas, mas tão mentirosas, que o maior mal é direcionado a eles mesmos, tenho certeza disso.

Ou a polícia passa pro lado do povão ou vai continuar sempre lambendo o saco da elite, cumprindo ordens e lutando contra as suas próprias origens, fazendo uso da razão mais cega do universo.

Assista ao vídeo:

Escrevendo esse post lembrei automaticamente da música “Pra não dizer que não falei das flores”, de Geraldo Vandré, músico e poeta que foi barbaramente torturado pelos militares na chamada “Ditadura Militar”, que ainda resiste com vários resquícios atuais, seja pelas injustiças e violências das polícias, seja pela tortura mental imposta diariamente pela mídia tradicional, pelo ensino mentiroso, pela publicidade voraz que engole mentes e corações sem a mínima preocupação nem sentimento e tantas outras barbaridades.

Mas isso tudo está pra ser erradicado. Sejamos uma só força em prol das verdadeiras lutas!!!

CarlosCarlos Bola & Arte

Você não pode deixar de assistir a esse vídeo – SALVE GERALDO VANDRÉ!!!!





BRASIL: ANOS E ANOS DE UM ENSINO MENTIROSO E FABRICADO PELAS ELITES

12 04 2011

O que o Dj KLJay disse nesse vídeo, quando apresentava o “Yo Mtv Raps” a vários anos atrás, é tão perfeito que eu nem preciso comentar nada, as palavras dele dizem por si só.

Só quero falar o que eu sempre falo: rasgue e jogue no lixo o que ainda sobrou dentro de vc de aprendizado da história do Brasil contada pela elite da escravidão, da tortura e da ditadura, ensinada por um ensino de escolas nem um pouco comprometidas com a verdade e sim com conveniências…

CarlosCarlos Bola & Arte

A seguir versos da música “Palmares 1999”, da banda Natiruts:

“A cultura e o folclore são meus
Mas os livros foi você quem escreveu
Quem garante que palmares se entregou
Quem garante que Zumbi você matou
Perseguidos sem direitos nem escolas
Como podiam registrar as suas glórias
Nossa memória foi contada por vocês
E é julgada verdadeira como a própria lei
Por isso temos registrados em toda história
Uma mísera parte de nossas vitórias
É por isso que não temos sopa na colher
E sim anjinhos pra dizer que o lado mal é o candomblé”





E SERGIO AMADEU TOCA A FLAUTA MÁGICA QUE MEDE NÍVEL DE TRANSFORMAÇÃO…

5 03 2011

Salve!!

Esses dias fui num debate primordial p/ o Brasil: sobre liberdade na rede e distribuição de banda larga p/ todos. Foi muito bom, mas ainda falta muita gente da sociedade civil acompanhando e lutando pelos seus direitos.

No vídeo a seguir vc assiste o papo que tive com Sergio Amadeu, ativista digital e professor universitário, sobre a piada de mau gosto que é o serviço de “banda larga” que grandes companhias oferecem, cobrando valores muito altos… falamos também sobre a publicidade mentirosa veiculada na mídia e por fim, o mais especial do vídeo: Sergio Amadeu toca a flauta mágica que mede o nível de transformação de diversas áreas até aqui, nesse caso da questão digital no Brasil… assistam!!!

E vcs, o que acham a respeito do serviço de banda larga no Brasil e em relação ao acesso para todos???

CarlosCarlos Bola & Arte





ATO POLÍTICO NO BANCO DO BRASIL – CONTRA A DITADURA TARDIA

11 02 2011

Anteontem postei aqui no Vlog sobre a injustiça e a discriminação que seguranças do Banco do Brasil (agência da Rua Rego Freitas) e um policial militar fizeram contra James Banthu, poeta e ativista cultural. Uma tristeza, é realmente triste constatar que a DITADURA AINDA NÃO ACABOU, mas por outro lado é importante para ficarmos alertas e termos consciência de que a luta está apenas começando!!!

Ontem um pessoal se solidarizou com o Banthu e foi até a agência protestar… eu só não fui pois tinha um compromisso marcado na mesma hora… mas pra mostrar que podemos tirar forças do episódio, parabenizo esse pessoal que se dispôs a ir até lá e mostrar que não estamos conformados e muito menos calados.. muito axé pra todos!!!

A seguir reproduzo texto sobre o ato de protesto, extraído do blog http://mjiba.blogspot.com, de Elizandra Souza e mais abaixo um vídeo disponibilizado nos comentários do post que fiz sobre o Banthu, de um pessoal do Rio que realizou uma “experiência” interessante: fez entrar num banco um cara branco e um cara negro, com a mesma mochila, observem como as coisas se sucederam, pra provar que o Banthu tem toda a razão no ocorrido…

Segue:

Hoje (10/Fev/2011) realizamos um ato político na agência bancária para que o cheque fosse descontado, mas que a Agência Bancária visse que não é normal este ato discriminatório. James entrou na Agência acompanhado pelo advogado Ibraim e por dois correntistas do Banco do Brasil, entre eles o Júnior do Circulo Palmarino. Entrou apenas com o RG e o cheque e deixou sua mochila com seus amigos na porta do Banco. Um policial que estava a paisana, mostrou seu distintivo aos seguranças do Banco e entrou armado dentro da instituição, sendo que a porta nem apitou. Debora Marçal tentou fazer a mesma coisa, entrar com a sua bolsa, mas automaticamente foi barrada. O advogado Ibraim entrou portando celular e chaves, mas a porta não barrou.
Resumindo, James descontou o cheque e foi aplaudido por seus amigos, coletivos culturais presentes e ativistas dos Direitos Humanos. E a gerente da agência disse várias vezes que o Banco só fez o seu procedimento normal. NORMAL????
Próximo passo serão medidas judiciais. O caso já foi registrado no:


DECRADI – DELEGACIA DE CRIMES RACIAIS E DELITOS DE INTOLERÂNCIA
Rua Brigadeiro Tobias, 527, 3º andar (próximo à Estação Luz do metrô)
das 9h às 19h (11) 3311-3985

Assistam ao vídeo:





WIKILEAKS E EUA EM APENAS UMA IMAGEM

10 12 2010

Mais uma excelente charge de Carlos Latuff: dessa vez sobre a polêmica do Wikileaks, ele traduz em uma imagem como o império norte-americano em decadência se sente em relação a todas as revelações feitas via dossiê. Vejam:

Tio Sam anda tenso e desacreditado… reflexo de sua própria história, não??? E isso tudo já rola beeeeem antes de WikiLeaks!!!

CarlosCarlos Bola & Arte





“ZeroVinteUm”, do Planet Hemp, é o retrato do Rio 14 anos depois

30 11 2010

Por conta de tudo o que está rolando no Rio de Janeiro, lembrei da música “ZeroVinteUm”, da extinta banda Planet Hemp, que fazia parte do álbum “Os cães ladram mas a caravana não para”, gravado em meados de 96 e lançado em 1997.

É impressionante como a 14 anos atrás os caras fizeram uma letra que continua servindo perfeitamente para a situação no Rio de Janeiro hoje em dia.. tem tão a ver, que eu preferi escolher um vídeo do YouTube só com áudio e uma imagem fixa, para que vcs possam refletir bem no que as palavras dizem.

Em 96 também foi o ano que fundei a primeira banda da minha vida, o “Banzais”, a gente tocava um rapcore (rap com rock) e eu tinha 16 anos. As letras eram todas minhas com uma ou outra parceria em alguma música. Além disso, tocávamos alguns “covers”, como “CocoDub”, do Chico Science e Nação Zumbi, “Mó treta”, do Thaíde & Dj Hum e a própria “ZeroVinteUm”, do Planet.

Planet Hemp foi a minha banda preferida na adolescência com certeza. As letras com cunho social e a pegada rapcore me empolgavam bastante. Me lembro de um show deles que fui, no Olímpia, em 1996, quando a banda ainda não era tão conhecida, que tinha polícia pra todo lado, todo mundo que foi naquele show foi enquadrado!!!

Hoje, anos depois, continuo ouvindo o som do B Negão e do Black Alien, dois caras que eu conheço e já participaram do Programa Bola & Arte.

Mas enfim, reflitam nesse som comparando com a atual situação do Rio de Janeiro, mais abaixo eu disponibilizo a versão escrita da letra, abs,

CarlosCarlos Bola & Arte

Segue a letra da música “ZeroVinteUm”:

Rio, cidade-desespero, a vida é boa mas só vive quem não tem medo

Olho aberto, malandragem não tem dó

Rio de Janeiro, cidade hardcore

E arrastão na praia não tem problema algum, chacina de menores aqui, 021

Polícia, cocaína, Comando Vermelho, Sarajevo é brincadeira, aqui é o Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, demorô, é agora, pra se virar tem que aprender na rua o que não se aprende na escola

Segurança é subjetiva, melhor ficar com um olho no padre e outro na missa

Situações acontecem sobre um calor inominável, beleza convive lado a lado com um dia-dia miserável

Mas mesmo assim, não troco por lugar algum, já disse: “esse é o meu lar. Aqui, 021”

Cuidado pra não se queimar na praia do arrastão… É… Rio de Janeiro

A cidade é maravilhosa mas se liga, mermão… É…Rio de Janeiro

Aqui fazem sua segurança assasinando menor… É…Rio de Janeiro

Então fica de olho aberto malandragem não tem dó… É…Rio de Janeiro

É muito fácil falar de coisas tão belas, de frente pro mar, mas de costas pra favela

De lá de cima é que se vê o enorme mar de sangue, chacinas brutais, porradas de gangue

O Pão de Açúcar de lá, o diabo amassou, esse é o Rio e se você não conhece, bacana, tome cuidado..

As aparências enganam, aqui a lei do silêncio fala mais alto

Te calam por bem ou vai pro mato

Mas de repente invadem a minha área, todos fardados, eu tô ficando loco, ou tem alguma coisa errada?

Brincando com a vida do povo, então se liga na parada

Porque hoje ninguém sabe, ninguém viu, um dia alguns se cansam e “pow!”, guerra civil

Pois como diz o ditado, quando um não quer dois não brigam mas já que cê tá pedindo, segura a ira

Porque a cabeça é fria, mas o sangue não é de barata

Esse é o Rio, mermão, veneno da lata.

How how how, faz o Papai Noel

Pow pow pow e nego não vai pro céu

Digo “V” de veneta, lírica bereta, Black Alien e família, soem as trombetas

Tomando de assalto a cidade que brilha

Mãos ao alto, vamos dançar a quadrilha

288 é formação de quadrilha Nome: Gustavo Ribeiro, a descrição do elemento, primeiro é o olho vermelho, na mente, no momento..

Como diz o Bispo, eu sou artista, esse é meu lixo

Acesso ao som, restrito aos peritos

O dialeto se dito é um perigo, amigo

Para o consumo da alma sem abrigo, o ritmo e a raiva, a raiva e o ritmo

E sobre o abismo, sem (?) eu cismo, com o auxílio eu toco o sino, Bum! Blim! Blim!

Cuidado pra não se queimar na praia do arrastão… É… Rio de Janeiro

A cidade é maravilhosa mas se liga, mermão… É…Rio de Janeiro

Aqui fazem sua segurança assasinando menor… É…Rio de Janeiro

Então fica de olho aberto malandragem não tem dó… É…Rio de Janeiro